sábado, 4 de abril de 2009

Vídeo da semana: A bunda!


Filme o Cheiro do ralo

Porque hoje é Sábado, uma homenagem a uma bela mulher


A bela, e eterna, atriz Greta Garbo

Deu na Veja: Sobe e desce semanal


Quanto mais caro, melhor


O aumento dos impostos sobre o tabaco pode desagradar aos fumantes, mas vai contribuir para a saúde dos brasileiros

O cigarro, que já foi acessório de sedução nos filmes de Hollywood, é hoje malvisto pela maioria das pessoas. Mesmo assim, um contingente de 1,3 bilhão de pessoas insiste em continuar fumando. Há um consenso entre praticamente todos os governos de que é preciso baixar esse número até que o hábito de fumar seja extinto no planeta. Os fumantes custam fortunas aos sistemas de saúde pública e colaboram decisivamente para os índices de morte prematura em todos os países. Na semana passada, o Ministério da Fazenda anunciou um aumento nos impostos federais que incidem sobre os cigarros no Brasil. A medida elevará o preço dos maços de cigarros entre 20% – no caso das marcas mais populares – e 25%. O governo espera que o aumento do imposto sobre o cigarro compense a perda de receita com os benefícios fiscais concedidos ao setor de automóveis e de material de construção como recurso para enfrentar a crise econômica. Seu efeito paralelo, com certeza, será uma melhoria na saúde do brasileiro. Estudos da Organização Mundial de Saúde indicam que um aumento de 10% nos impostos sobre o fumo geralmente acarreta uma queda de 4% no consumo de cigarros, no caso dos países desenvolvidos, e de 8% nos países em desenvolvimento.
A revista veja desta semana, traz uma reportagem sobre o consumo, o mal que acarreta e a louvável iniciativa do Governo em aumentar os impostos sobre o tabaco.

Aventuras sexuais na água

Este vai ser o verão mais refrescante e sensual de todos os tempos. Sabe por quê? É que será impossível ficar muito tempo fora d’água com tantas brincadeiras excitantes para colocar em prática com seu amor. Um mergulho no mar, na piscina ou na cachoeira, aquele banho delicioso no chuveiro ou na banheira e até mesmo uma chuva de verão podem ser pretexto para uma transa ou preliminares inesquecíveis. “Fazer sexo na água é uma experiência muito excitante para o casal”, diz a terapeuta sexual Sônia Daud, da Sociedade Brasileira de Sexualidade Humana. “Assim como nadar ou tomar uma ducha deixa o corpo revigorado e relaxado, o sexo no molhado também provoca sensações gostosas. Ainda mais no calor, quando os corpos ficam quentes e a libido a mil”, completa ela. Prontos para essa aventura aquática?

Mendes diz que STF não distingue ricos de pobres


"Havia um discurso de que o Supremo cuida apenas do interesse dos ricos. Os senhores sabem que não é verdadeiro, mas, na luta política, essas injúrias são ditas sem responsabilidade"

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, voltou a rebater ontem as críticas de que a corte só concede habeas corpus para ricos. Ele disse que, no ano passado, o STF concedeu liberdade para 350 pessoas, ricos e pobres, incluindo ladrão de "escova de dente e bambolê"." Havia um discurso de caráter ideológico de que o Supremo cuida apenas do interesse dos ricos. Os senhores sabem que não é verdadeiro, mas, na luta política, essas injúrias são ditas sem grande responsabilidade", disse, em seminário sobre o sistema carcerário, no Rio de Janeiro. Mendes disse ainda que pesquisou pessoalmente o assunto para descobrir que, entre os 350 habeas corpus concedidos, 18 foram para casos em que "se aplicam o princípio da insignificância: o furto da escova de dente, do bambolê, da pasta dental, do sabonete, do vídeo". E concluiu: "Se esses casos não tivessem chegado ao STF, essas pessoas ainda estariam presas".Mendes também insistiu na tese de criação de uma Vara Judiciária para controlar as polícias, tarefa que hoje é de responsabilidade do Ministério Público. Ele contestou aqueles que, como o procurador-geral da República, Antônio Fernando de Souza, falam que se trata de uma questão constitucional. "Já existe lei federal autorizando a especialização e a transformação de varas. O Conselho da Justiça Federal (CJF) pode definir diretrizes sobre a especialização de varas, como aconteceu com as varas de lavagem de dinheiro", disse. Em seguida, reiterou que "o controle judicial da atividade policial poderia ser exercido por essas varas". Segundo disse, em São Paulo, já existe essa experiência, onde a vara "exerce certa função de correição dos inquéritos policiais".
O presidente do Supremo também se mostrou favorável à extinção das prisões especiais para autoridades como aprovado na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado. "Acho que a prisão especial refletia uma preocupação com o próprio sistema carcerário e, à medida que vamos evoluindo, muito provavelmente essa ideia de prisão especial vai cedendo lugar", explicou, defendendo que já houve uma mudança do sistema prisional.Hoje a prisão especial é concedida às pessoas que, pela relevância do cargo ou função estão sujeitas à prisão cautelar, decorrente de infração penal.

FMI foi apenas outro factóide de Lula


Foi (mais uma) conversa para ninar bovinos a declaração de Lula de que "gostaria de entrar para a História como o presidente que emprestou para o FMI". Getúlio Vargas já o fez, em 1945, na criação do Fundo Monetário Internacional com 29 países, que depositaram cotas para o capital inicial. Atendeu o convite do presidente americano Franklin Roosevelt, após a Segunda Guerra. A última contribuição do Brasil ao FMI data de 1999.

Charge da semana


Imagem do Sábado

Nasa desiste da primeira tentativa de retorno do ônibus espacial Discovery à Flórida devido ao mau tempo neste sábado

Michelle Obama oferece lendária guitarra a Carla Bruni-Sarkozy


A primeira-dama americana, Michelle Obama, ofereceu uma guitarra da lendária marca Gibson a sua colega francesa Carla Bruni-Sarkozy, em "sinal de amizade", no encontro que tiveram durante a cúpula da Otan em Estrasburgo (França), indicou neste sábado uma fonte do Palácio do Eliseu. A guitarra acústica oferecida pela esposa do presidente norte-americano Barack Obama à mulher de Nicolas Sarkozy é da marca Gibson, mundialmente conhecida.
Michelle Obama e Carla Bruni-Sarkozy se reuniram pela primeira vez em ocasião da cúpula da Otan, que marca o 60º aniversário da aliança atlântica, co-organizado em Estrasburgo e em Kehl, na Alemanha, na sexta-feira e neste sábado.
As duas mulheres, que se encontraram durante um café da manhã na sexta-feira se mostraram bem à vontade, e se cumprimentaram com um abraço e um breve aperto de mão.
Ex-modelo, Carla Bruni-Sarkozy investe hoje na carreira de cantora. Ela já lançou três álbuns, nos quais a guitarra é uma presença frequente nas canções.

Brasil perde Marcio moreira Alves

O Brasil perde um dos personagens mais marcantes do período da ditadura militar: O Jornalista Marcio Moreira Alves, autor do discurso que ensejou a edição do AI-5, que morreu morreu às 18h25 de ontem, aos 72 anos. O corpo do ex-deputado federal Márcio Moreira Alves está sendo velado desde às 9 horas deste sábado, 4, no Palácio Tiradentes, sede da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, no Centro da cidade. Ele estava internado havia cinco meses no Hospital Samaritano, no Rio, devido a um acidente vascular cerebral sofrido em outubro de 2008. Velhos amigos e poucas autoridades estavam presentes no velório. O vice-governador, Luiz Fernando Pezão, anunciou, durante o velório, luto oficial de três dias no estado.
O ex-governador da Bahia e ex-ministro da Previdência, Waldir Pires, de 82 anos, se emocionou ao falar do velho amigo. "Nos encontrávamos em Paris durante o exílio e continuamos convivendo na volta ao Brasil. Márcio foi uma figura muito importante da segunda metade do século 20", disse. "Ele participou da batalha, que nós lutamos e perdemos, mas que continua hoje, de se construir um país decente." Waldir Pires lembrou do famoso discurso que Moreira Alves, então deputado federal, fez no Congresso em 1968 e que acabou sendo usado como pretexto pelo governo militar para decretar o AI-5 e cassar-lhe o mandato. "Márcio teve coragem. Ele não era um radical, tinha um pensamento moderado. Mas seu discurso foi decisivo para mostrar que a democracia não era democracia. O discurso fez cair a máscara da ditadura."
Os ex-deputados José Frejat, 85 anos, e David Lerer, 71 anos, que conviveram com Marcito, como era chamado, nos agitados anos 60 e 70, ressaltaram que o amigo era leal, corajoso e honesto. "Já não se fabricam homens como ele. Hoje se tapa o nariz para a política. Nós não tínhamos a mordomia que os políticos de hoje têm", ressaltou Frejat. Lerer também frisou a integridade de Moreira Alves. "Ele é o símbolo de uma época em que os políticos se moviam por ideias."
No discurso que levou à decretação do AI-5, Márcio pediu que, em protesto contra os espancamentos de manifestantes, os civis boicotassem os desfiles do Dia da Independência promovidos pelo governo. Foi no chamado pequeno expediente, o Pinga-Fogo, no qual os deputados faziam comunicações rápidas.
No pronunciamento - um dos muitos que parlamentares fizeram para se solidarizar às manifestações estudantis -, o deputado pediu que namoradas de oficiais e cadetes boicotassem os militares. "Seria preciso fazer hoje no Brasil com que as mulheres de 1968 repetissem as paulistas da Guerra dos Emboabas e recusassem a entrada, à porta de sua casa, àqueles que vilipendiam a nação", afirmou. O corpo do jornalista será cremado hoje (04) , ás 15:00 hs.

Circula pela Internet

Napoleão Bonaparte, durante as batalhas, sempre usava uma camisa de cor vermelha. Assim, se fosse ferido, os soldados não notariam o seu líder sangrando, e continuariam a lutar com o mesmo ímpeto. Dois séculos depois, inspirado no grande general, Lula só usa calça marrom.

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Esse é o cara!

Com o sorrisão de sempre e disfarçadamente, para não parecer demagógico, o Presidente Barack Obama cumprimenta um soldado da guarda francesa.

Esculhambação geral - Escrivão tinha em casa arquivos da Satiagraha

Por Ana Paula Scinocca, no Estadão:
Considerado braço direito do delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz na Operação Satiagraha, o escrivão Walter Guerra confirmou ontem à CPI dos Grampos, na Câmara, que tinha em seu poder, armazenado em sua casa, o backup (cópia de segurança) com os arquivos da operação, o que, segundo ele, é "normal"."O escrivão sempre tem os backups em casa. É normal. Eu tinha todo o material que foi coletado em São Paulo", disse. "Backups são procedimentos da área de inteligência para subsidiar dados futuros", completou.Valendo-se do habeas corpus que lhe dava o direito de ficar calado, Guerra se recusou a responder diversas perguntas, sobretudo sobre a participação da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) na Satiagraha. Ele negou ter sido o "segundo homem" da operação e disse que tinha a função de controlar as interceptações telefônicas. Todas, segundo ele, feitas pelo sistema Guardião e com autorização judicial.Indiciado pela PF, ele afirmou que, entre os investigados, não havia ministros e chefes de outros poderes.

Para enganar os trouxas

Noticiário da TV, sites, blogs e, sobretudo, a rua petista — às vezes, tudo parece a mesma coisa — dão destaque obviamente simpático à entrevista coletiva de Lula em Londres, em que ele diz que o Brasil — quem diria!? — vai emprestar dinheiro ao FMI. A palavra “emprestar” é uma tolice, uma parvoíce, uma mentira. O FMI não é um ente tomador de recursos. Ele é quem empresta. Mais: o Brasil tem, vamos dizer, dinheiro no FMI desde que o Fundo foi criado, em 1944. Mas vamos a Lula:"Gostaria de entrar para a história como o presidente que emprestou alguns reais ao FMI". Bem, se depender da disposição de certos setores para a mistificação, há mesmo essa possibilidade. Mais adiante: “Em minha juventude, carreguei faixas em São Paulo que diziam 'fora FMI', (mas) o Brasil não quer se comportar como um país pequeno". Mais: “A contribuição do Brasil será na forma de empréstimos [ao FMI] que não diminuam nossas reservas e que serão concedidos a países pobres, sobretudo, da América Latina".Lula falava essas coisas todas em estado de graça. Dizia que o Brasil vai “emprestar” dinheiro pela primeira vez ao FMI, e isso era transmitido aos nativos como verdade.O Brasil sempre foi cotista do Fundo. Tinha dinheiro lá mesmo quando tomava empréstimo. O FMI é uma das instituições do chamado Acordo de Bretton Woods. E é o quê? Um fundo criado por sócios para socorrer aqueles que enfrentam dificuldades. A participação do Brasil nas cotas era de 1,4%. Em 2005, o governo começou a pressionar para ampliá-la — reivindicando também mais voz. No ano passado, foi elevada para 1,7%.Os países do G-20 farão, agora, um aporte de recursos. Como isso será feito? É o que se vai ver.
MAS É FALSA, RIGOROSA E ABSOLUTAMENTE FALSA, A INFORMAÇÃO DE QUE LULA SERÁ O PRIMEIRO PRESIDENTE A “EMPRESTAR” DINHEIRO AO FUNDO.
Quando à lembrança de que desfilava com cartazes contra o FMI, isso é coisa daquele tempo em que, segundo ele mesmo, culpava o governo por tudo, quando sindicalista ou quando líder da oposição. Depois ele começou a culpar os brancos de olhos azuis.

Faz sentido!

O marido vaidoso compra um sapato novo. Chega em casa e fica andando pra lá e pra cá e nada da mulher perceber sua nova aquisição. Para chamar a atenção ele resolve tirar toda roupa. Completamente nú, ele aparece novamente andando pra lá e pra cá. A mulher finalmente pergunta:
- Ficou doido? O que você faz andando pra lá e pra cá, com esse pinto pendurado à mostra?
O marido aproveita a oportunidade e responde:
- É que ele está olhando para o meu sapato novo.
E ela retruca:
- Por que você não comprou um chapéu?

Companheiro recompensado?

Deu na Folha:
Shalom Granado, agora indicado para a advogacia-geral do Senado, foi em 2008 o diretor encarregado de ir a Alagoas conferir as notas apresentadas por Renan Calheiros (PMDB-AL) para justificar a renda de sua "atividade agropecuária". Granado aprovou a papelada, depois contestada pela PF.

Obama é POP!

O presidente dos EUA, Barack Obama, foi recebido por uma multidão entusiasmada ao desembarcar na sexta-feira na França, onde participa de um cúpula da Otan na qual buscará apoio à sua nova estratégia para o Afeganistão.Na véspera, Obama ajudara a definir em Londres um acordo do G20 contra a crise global. Espera repetir a dose, com relação à crise afegã, nos dois dias de cúpula da Otan."Ele vai conversar sobre uma forte parceria com a Europa, mas nessa parceria é preciso haver responsabilidades mútuas", disse o porta- voz da Casa Branca, Robert Gibbs, a jornalistas que acompanhavam o presidente da Grã-Bretanha para a França.Obama foi aplaudido por uma multidão que se aglomerava atrás das barreiras de segurança montada em Estrasburgo, uma das sedes da cúpula. Chegou a receber um beijo de uma popular, e depois seguiu para uma reunião com o presidente francês, Nicolas Sarkozy.

Corregedoria concluirá que Protógenes vazou dados

A Corregedoria-Geral da Polícia Federal entrega na próxima semana à 7ª Vara da Justiça Federal de São Paulo o resultado do inquérito que investigou a conduta do delegado Protógenes Queiroz à frente da Operação Satiagraha.No relatório final, em fase de conclusão, o corregedor Amaro Vieira Ferreira conclui que Protógenes vazou dados sigilosos da operação, que culminou com a prisão temporária do banqueiro Daniel Dantas, violou direitos profissionais de advogados e feriu a lei de interceptações telefônicas, entre outras irregularidades.Por esses crimes, Protógenes já está indiciado, como revelou o Estado há duas semanas, no artigo 325 do Código Penal (quebra de sigilo funcional) e no artigo 10 da Lei 9.269 (Lei de Interceptações). As penas, em caso de condenação, poderão ser de dois a seis anos de prisão.O corregedor acusará Protógenes de ter permitido que servidores da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) cedidos à operação tivessem acesso a diálogos grampeados, no período de fevereiro a julho de 2008.A entrega do relatório vai desencadear dois procedimentos: a abertura de ação criminal, no âmbito da Justiça, e um processo administrativo disciplinar (PAD), que pode resultar na expulsão de Protógenes dos quadros da PF.Em nota divulgada em seu blog na internet, Protógenes afirmou que seu indiciamento foi feito "de forma arbitrária e ilegal". Ele alega que foi intimado a depor num prazo de 24 horas, sob ameaça de condução coercitiva, sem ao menos ter direito a cópia dos autos.

Mancada dos ecochatos

Gente inteligente é outra coisa. Um observador atento constatou, por um detalhe, que o equivocado protesto do Greenpeace ainda teve uma trapalhada extra: a faixa foi estendida ao contrário. Afinal, deveria estar virada para o Rio de Janeiro que aparece na parte inferior, e não para o fundo da baía, certo?
Veja, na foto acima, a barbeiragem dos ecochatos.

Protógenes "antecipa" à oposição o que dirá na CPI

A poucos dias do depoimento à CPI dos Grampos, marcado para a próxima quarta (8), o delegado Protógenes Queiroz trocou a rotina de policial pela articulação política, informa o blog do Josias. Segundo o blog, num instante em que a Polícia Federal o acusa de ter cometido ilegalidades na Operação Satiagraha, o delegado aproxima-se da oposição. Longe dos holofotes, Protógenes conversou, diretamente e por meio de intermediários, com deputados do PSDB e do PPS. Embora disponha de salvo-conduto do STF (Supremo Tribunal Federal) para se manter calado na CPI, o ex-mandachuva da Satiagraha revelou a disposição de falar.
O blog informa que, em privado, disse que, se inquirido, fornecerá à CPI o caminho das pedras que levam às malfeitorias de Daniel Dantas. Informou que, diante das perguntas certas, não se furtará a discorrer também sobre episódios que, a seu juízo, deixam mal o governo Lula.
Protógenes teria mencionado especificamente as negociações que levaram Lula a assinar o decreto que autorizou a fusão das telefônicas Oi e Brasil Telecom --teria insinuado que o professor Mangabeira Unger não virou ministro de Lula por acaso.
Leia mais no blog do Josias.

O apedeuta é POP?


Lição de cerimonial

O presidente Lula foi colocado ao lado da rainha, na foto oficial do G-20, não por deferência especial, mas em razão do critério de antiguidade no exercício no cargo. Esse critério é adotado em reuniões multilaterais.

Camargo Corrêa doou 3,5 milhões para reeleição de Lula

O grupo Camargo Corrêa, acusado de superfaturar mais de R$ 71 milhões em obras públicas e fazer doações ilegais a partidos políticos em todo o País, foi um dos principais financiadores da campanha de reeleição do presidente Lula, em 2006. Três empresas do grupo fizeram doações oficiais de mais de R$ 3,5 milhões ao Comitê Financeiro Nacional para Presidente da República do Partido dos Trabalhadores.Já a Camargo Corrêa Equipamentos e Sistemas, que só financia candidatos do PT-SP, doou R$ 500 mil a Lula.

Farra no ar. E nós pagamos!

Senadores admitem que também usaram verba para fretar jatos

O diretor-geral do Senado, Alexandre Gazineo, divulgou nota ontem em defesa do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Reportagem publicada pela Folha de S.Paulo mostrou que Tasso gastou R$ 469 mil em recursos do Senado para fretar jatinhos entre 2005 e 2007.Gazineo afirma que a utilização da cota no fretamento de aviões tem ´absoluto caráter de legalidade´. Segundo ele, ato da direção do Senado editado em 1988, referente à cota de passagens aéreas, é omisso no que diz respeito à utilização da verba para o fretamento de jatos. Por esse motivo, não houve irregularidades.O diretor diz que o tucano utilizou o saldo da sua cota de passagens aéreas para pagar o fretamento. ´O senhor Tasso Jereissati, mediante processo administrativo legal, requereu à Mesa Diretora que autorizasse o pagamento de transporte por ele utilizado, junto à empresa aérea nacional regular, valendo-se para tanto do saldo referente às passagens aéreas por ele não utilizadas´, disse.Segundo Gazineo, a direção do Senado autorizou a utilização da cota de passagens no fretamento porque não viu irregularidades na solicitação do parlamentar.Senadores da base aliada governista e da oposição admitiram nesta quinta-feira que, a exemplo do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE), também utilizaram parte da sua verba oficial de passagens aéreas para fretar jatinhos pagos com recursos do Senado. Em discursos de solidariedade a Tasso, os senadores Mário Couto (PSDB-PA) e Jefferson Praia (PDT-AM) reconheceram que também fretaram jatinhos para viajar ao interior com a verba das passagens.
"O Pará é grande, o senador precisa se locomover. Eu já aluguei avião também, um monomotor, para me deslocar. Eu também tive autorização de alugar avião como Vossa Excelência [Tasso] teve. Eu também perguntei ao secretário-geral do Senado na época se poderia, e o secretário disse que poderia. Que erro cometemos?", disse Couto.
Irritado com as denúncias que atingem o Senado há quase um mês, o tucano disse estar "perdido" dentro da Casa Legislativa. "Temos que ter logo essa noção real do que se pode ou não se pode fazer neste Senado. É preciso que se estabeleçam as normas necessárias. Como estamos, tenho, às vezes, medo de ir até ao banheiro. Quantas vezes posso ir ao banheiro por dia nesta Casa? Estou com receio", disse.
Suplente do senador Jefferson Peres (PDT-AM), falecido no ano passado, Praia disse que há dez meses não utiliza a verba indenizatória. Mas admitiu que fretou jatinhos para viajar ao interior do Amazonas.
"Eu viajei pelo interior do Estado também com a minha cota, aproveitando-a para alugar avião, que é a única maneira de ir ao interior do Estado do Amazonas. Não utilizo a verba indenizatória. Pode ser feito isso? Pode. Isso sempre foi colocado para todos nós e para mim também", afirmou.

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Teoria da bravata, única criação genuína de Lula

A Teoria da Bravata, uma criação genuína do nosso Apedeuta, ganhou o mundo. Vocês se lembram. Poucos meses depois da posse, no primeiro mandato, Lula foi questionado sobre, sejamos genéricos, o fato de dar continuidade ao governo de seu antecessor, FHC, que ele demonizava tanto, e de propor medidas, como a reforma da Previdência, que rejeitara quando liderava a oposição. Então ele deu uma explicação: “Quando a gente está na oposição, faz muita bravata”. E ainda emendou que, no governo, é preciso ser responsável. Corolário: quando ele atacava FHC, o tucano era o responsável, e o ele, o contrário. Mas a prática lhe garantiu a Presidência, não é? Lula não tem motivos para achar que a bravata — contra os outros — é uma coisa ruim.Ontem, na entrevista coletiva que deu, o primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, citou o Babalorixá de Banânia. Vá lá: trata-se de uma homenagem, com aquele humor inglês, vocês sabem, um pouco batata, um pouco peixe. E disse o quê? “Estive no Brasil na semana passada, e acho que o presidente Lula me perdoará por dizer isso. Ele me disse: ‘Quando eu era líder do sindicato, eu culpava o governo. Quando me tornei líder da oposição, eu culpava o governo. Quando me tornei governo, passei a culpar a Europa e a América’."Não é o máximo? A revelação de Brown demonstra que a Teoria da Bravata ganhou uma dimensão verdadeiramente oceânica. E é de se notar que a valentia de Lula nas entrevistas coletivas não corresponde ao conteúdo das conversas privadas. Para ganhar o noticiário, ele acusa a irracionalidade dos “brancos de olhos azuis”. Para os brancos de olhos azuis (ou quase...), ele revela só o aspecto cínico da política: “Olhem aqui, estou culpando vocês porque faz parte do meu show. Mas vocês sabem que isso é bobagem, né?”

Lula é o cara...de pau!!!!

Lula já prometeu (e não fez) 600 mil casas

Se o programa de 1 milhão de casas der certo, será uma surpresa. Mídia e políticos têm memóriacurta, mas em 7 de fevereiro de 2006 o presidente Lula anunciou um programa habitacional para beneficiar 600 mil famílias. Anunciou até a liberação recorde de recursos (R$ 18,7 bilhões). Três anos depois e nenhuma casa entregue, Lula anunciou há dias o novo “Minha Casa, Minha vida”, prometendo 1 milhão de casas.
Agiu, exatamente como fez esta semana. Em 2006 o presidente Lula anunciou desoneração tributária de material de construção blá, blá blá...

Apenas um telefonema...Maradona!


Transexual vai a justiça pelo direito de usar vestidos

A transexual Nilce, de 47 anos, cujo nome de batismo é Nilson Pereira da Silva, recorreu à Justiça para reivindicar o direito de trabalhar com roupas de mulher. Ela é motorista de ambulância da prefeitura de Itu, a 98 km de São Paulo. E, desde que passou a usar vestido, sapato de salto alto e outros acessórios femininos, há dois meses, alega que foi retirada da escala de serviço. Não é a primeira vez que a motorista entra com um pedido por discriminação. Em 2008, ela alegou que o número de viagens diminuiu desde que assumiu a transexualidade. Segundo ela, o chefe do setor mandou que ficasse "à disposição" na repartição, mas não atribuiu ao funcionário nenhuma outra função. Como não é escalado para as viagens, o motorista permanece as 9 horas do expediente sentado num sofá na garagem das ambulâncias.
'Nilce' Silva, que usa batom, lápis nos olhos e prefere ser chamado de 'Nilce', acha que está sendo discriminado. "Fiz concurso para essa função e fui aprovado, não quero ficar aqui parada", diz, contando que está "na fila" para fazer uma cirurgia de mudança de sexo.
O advogado de Nilce, Maurício de Freitas, entrou com pedido de indenização na Justiça por assédio moral e discriminação. Ele quer, também, que sua cliente tenha reconhecido o direito de trabalhar vestido conforme sua opção sexual. Numa audiência realizada na segunda-feira (30), no Fórum de Itu, foram ouvidas testemunhas que, segundo o advogado, atestaram a competência profissional do funcionário.
Leia mais em: http://g1.globo.com/

G20 confirma US$ 1 trilhão ao FMI

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, confirmou nesta quinta-feira que os países do G20 (grupo que reúne representantes dos países ricos e dos principais emergentes), cujos líderes se reuniram hoje em Londres, vão destinar US$ 1 trilhão ao FMI (Fundo Monetário Internacional) para ajudar países com problemas decorrentes da crise econômica global.
Outro ponto abordado por Brown foi a necessidade de "trabalhar urgentemente com os líderes" mundiais para fazer avançar a Rodada Doha de liberalização comercial, no âmbito da OMC (Organização Mundial do Comércio). Segundo ele, para expandir o comércio global, serão destinados fundos de US$ 250 bilhões aos países para financiamento.
Os países reforçaram ainda a necessidade de criar um método de eliminar os ativos "podres" (de alto risco de calote) dos bancos, manter as políticas de corte de juros e atingir investimentos de US$ 5 trilhões para a criação de empregos.
"Chegamos a um novo consenso para empreendermos uma ação global juntos. Faremos o que for necessário para restaurar o crescimento e os empregos", disse Brown, em pronunciamento. "Não há reparos rápidos, mas podemos encurtar a recessão e salvar empregos (...) e evitar que crises como essa aconteçam de novo", afirmou.
Segundo Brown, o texto final inclui um acordo para endurecer as regulamentações sobre "hedge funds" (fundos de alto risco), paraísos fiscais e o sistema bancário. "O sigilo bancário do passado tem de acabar (...) Estamos entrando em um processo profundo de reestruturação de nosso sistema financeiro para o futuro."
No documento final desta reunião do G20 saíram ainda decisões de redefinir as regras para o pagamento de bônus, "sem recompensa para o fracasso", segundo as palavras de Brown. Também foi determinado o objetivo de desenvolver um "sistema de alarme precoce" para crises.

Senado aprova proposta acabando com a prisão especial

O Senado aprovou uma proposta que praticamente acaba com a prisão especial no País. A votação foi simbólica e a proposta segue agora para votação da Câmara. Caso seja aprovada, a lei determina que apenas presos que correm risco de morte tenham direito a ficar em celas especiais. Assim, presos com curso superior e autoridades perdem o benefício.
Além de extinguir a prisão especial, o projeto de lei que seguiu para análise da Câmara altera o Código de Processo Penal, na parte que trata da prisão processual, fiança e liberdade provisória. A proposta prevê o aumento nos valores de fiança para quem cometer crimes financeiros: o juiz poderá fixar fiança máxima de R$ 93 milhões. O projeto estabelece ainda a necessidade de a prisão ser comunicada ao Ministério Público, além de aumentar de 70 anos para 80 anos a idade para que uma pessoa possa cumprir pena em prisão domiciliar.
O que muda?
Hoje concedido a pessoas com curso superior e autoridades - só será concedido caso o preso corra risco de morte e precise ficar em uma cela separada dos demais detentos.
Quem vai continuar tendo direito ao benefício?
Apenas juízes e integrantes do Ministério Público da União continuariam a ter direito a prisão especial. Mas outro projeto será apresentado para acabar com esse privilégio. Dessa forma, a Constituição só manteria o benefício para o presidente da República - ainda assim só até uma condenação definitiva.
E quem vai decidir quais são os presos que correm risco de morte?
O projeto estabelece que o direito a prisão especial será decidido por autoridade judicial ou, na caso de prisão em flagrante, pela autoridade policial.
Quando a nova regra começa a valer?
Depois da aprovação no Senado, o projeto segue para análise da Câmara. No entanto, a data ainda não está marcada.

Eu acho é....TOME!!!!!

A arrogância aliada a um proselitismo político sem sentido levaram a seleção de futebol argentina a ser, de forma humilhante, a ser goleda pela seleção boliviana. Apenas o desprezo que o treinador Diego Maradona mostrou pela altitude da Bolívia, foi apontado pelos jornais argentinos como o principal culpado pela derrota por 6 a 1 sofrida pela seleção argentina, quarta-feira(1º), em La Paz.O diário Olé, especializado em esportes, foi ainda mais longe, retomando a boa relação e sintonia de opiniões entre o presidente boliviano Evo Morales e o técnico argentino, principalmente em relação à polêmica discussão ocorrida meses atrás sobre a realização ou não de jogos de futebol na altitude. A partida entre Argentina e Bolívia foi realizada a 3.577 metros acima do nível do mar."Diego, como condutor e como estrategista, é o maior responsável pelo tsunami em La Paz. Preso por seu amor à Bolívia, por seu compromisso moral com Evo, por suas convicções... Assim ficou Maradona. Porque ele, afinal, terminou acreditando que a altura não tinha causa e efeito", alegou o jornal argentino.O Clarín não entrou no tema político, mas tampouco ignorou a altitude ou poupou críticas à seleção de seu país, que segundo o jornal "sofreu uma das derrotas mais duras de sua história diante de uma equipe classe C que, não fosse os 3.680 metros, teria muito menos pontos dos que tem agora".O La Nación destacou a amplitude histórica da goleada sofrida pela Argentina, a maior em um jogo de Eliminatórias de Copa do Mundo. "O lamento de Messi é é o de toda a seleção que depois de 51 anos igualou a pior derrota de sua história, o 6 a 1 diante da Tchecoslováquia no Mundial de 58", estampou o jornal, ao aldo de uma foto de Leonel Messi com as mão na cabeça.
A primeira derrota de Maradona na seleção argentina ganhou requintes de crueldade com a goleada de 6 a 1 para os bolivianos e, claro, não poderia ser ignorada pelos jornais brasileiros. A Folha lembrou que Diego defendeu os jogos na altitude, quando afirmou que "nem Deus tem o direito de impedir que alguém jogue futebol no país em que nasceu". Irônico, o diário Lance comemorou a vitória do Brasil por 9 a 1 na noite passada, somando o placar na Bolívia com a vitória de 3 a 0 sobre o Peru. O clima nos periódicos bolivianos, claro, não poderia ser outro que não o de festa. Destacando os três gols de Joaquín Botero e relembrando 1993, quando o Brasil perdeu sua invencibilidade de quatro décadas em Eliminatórias, o jornal La Razón disse que "a loucura no estádio Hernando Siles não teve limites porque se produziu uma goleada histórica".Pelo mundo, tanto o espanhol Marca quanto o italiano La Gazetta dello Sport preferiram destacar as fortes palavras de Maradona na coletiva. "Cada gol foi uma punhalada no coração".

quarta-feira, 1 de abril de 2009

Primeiro de Abril...


PF diz que doleiro formava "organização" com executivos da Camargo Corrêa

Clique na imagem para aumentar
Relatórios da Polícia Federal sobre a Operação Castelo de Areia revelam que dirigentes da construtora Camargo Corrêa mantinham um contato próximo com o doleiro Kurt Paul Pickel, apontado como o principal articulador do suposto esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro instalado na alta diretoria da empresa, informa reportagem de Fernando Barros de Mello, Lilian Christofoletti e José Alberto Bombig, publicada nesta quarta-feira pela Folha (a íntegra está disponível apenas para assinantes do jornal e do UOL).
"Kurt é o principal articulador do suposto esquema de evasão de divisas e lavagem de dinheiro da organização criminosa instalada na alta diretoria do grupo Camargo Corrêa", diz trecho da investigação.
Segundo a reportagem, dezenas de conversas telefônicas entre os diretores e o doleiro e até encontros em hotéis e em estacionamentos, em São Paulo, foram monitorados pela polícia, que detalhou, por meio de um organograma, o papel de cada um no suposto esquema.
A Camargo Corrêa informou que apenas seus advogados poderiam comentar o caso. Até as 20h30, eles não haviam se pronunciado. Alberto Toron, que defende Kurt, afirmou que as acusações são "um absurdo". "Meu cliente tem um nome no mercado financeiro, não é nem nunca foi doleiro", disse.
A Folha informa que, segundo a PF, a cúpula da organização na empresa era formada pelos diretores Pietro Bianchi, Fernando Dias Gomes, Dárcio Brunato e Raggi Badra Neto --os quatro foram presos na última quarta-feira e soltos no sábado.
Leia a reportagem completa na Folha desta quarta-feira, nas bancas.

Uma dose de álcool por dia baixa risco de morte


Um novo estudo descobriu que, para pessoas acima dos 55 anos, uma dose de bebida alcoólica por dia reduz o risco de morte – mas uma por semana, ou menos, não ajuda em nada. Muitos estudos descobriram benefícios à saúde no consumo moderado de álcool, mas o efeito sempre foi incerto, pois as pessoas que bebem moderadamente tendem a ser saudáveis desde o início. No entanto, este estudo prospectivo, publicado na edição de março do "The Journal of the American Geriatrics Society", incluiu mais de 12 mil pessoas, acompanhando-as por quatro anos e controlando por fatores como sexo, raça, tabagismo, obesidade, câncer, doenças cardíacas, ataques cardíacos recentes, angina, funções físicas e status socioeconômico. Depois que todas essas variáveis foram consideradas, o consumo moderado de álcool foi associado a uma redução de 28% no risco de mortalidade, em comparação ao consumo nulo. Mas não houve vantagens em beber uma dose ou menos por semana, e aqueles que beberam mais do que três doses ao dia aumentaram seus riscos em 11%. Sei J. Lee, principal autor do estudo e geriatra do Veterans Affairs Medical Center em São Francisco, afirmou não estar preparado para aconselhar os abstêmios a começar a beber, e que o estudo apoiava os direcionamentos federais para consumo de álcool. "Há outras coisas boas que você pode fazer e que oferecem chances menores de causar danos, como fazer mais exercícios", disse ele.
Será que nosso presidente concorda?
http://g1.globo.com/

Esposa usa google e flagra marido com amiga

Ao navegar no Google Street View, uma ferramenta do Google Earth, uma britânica levou um susto quanto encontrou o carro do marido estacionado na frente da casa de uma amiga. Furiosa, ela contratou um advogado para se separar, segundo reportagem do tabloide "The Sun". Segundo o jornal, ela visualizou o Range Rover do marido enquanto utilizava Google Street View para bisbilhotar a casa da amiga. O marido tinha dito para a mulher que estava viajando, mas ela reconheceu o veículo devido às calotas personalizadas.
A ferramenta Street View tem sido alvo de uma série de queixas de pessoas flagradas pelas câmeras desde o seu lançamento, em 20 de março. O polêmico serviço de mapas com fotos de ruas foi lançado em 25 cidades do Reino Unido.
Recentemente, uma imagem de um jovem britânico vomitando em uma rua em Londres provocou protestos entre os internautas ingleses e obrigou a gigante da internet a retirar o arquivo do ar.
De acordo com o "The Sun", o Google tem removido algumas imagens, inclusive uma que mostra um homem saindo de um sex-shop.

Desperdicio de dinheiro público

Governo gasta quase R$ 1 bi com factóides
Os gastos do Congresso Nacional, que espantam a opinião pública, não chegam perto, por exemplo, das despesas do Governo Lula na promoção de eventos, como factóides de lançamentos de programas do tipo “Minha Casa, Minha Vida”. Só em 2008, o governo torrou quase R$ 1 bilhão em contratos com empresas de eventos. A verba é maior que a prevista para todo o Ministério das Relações Exteriores em 2009.Antes gastos do governo com eventos eram uma pequena parte da verba publicitária. Hoje, na era Lula...

Perdoai! Ele não sabe o que diz???

O Supremo Tribunal Federal (STF) concedeu nesta quarta-feira (1º) um habeas corpus preventivo ao delegado Protógenes Queiroz que dá o direito a ele de ficar calado durante o depoimento que vai prestar no próximo dia 8, na CPI dos Grampos. Comandante da Operação Satiagraha, que resultou na prisão do banqueiro Daniel Dantas, em julho de 2008, Protógenes prometeu que faria revelações à comissão parlamentar de inquérito. O habeas corpus, concedido pelo ministro Carlos Alberto Menezes Direito, garante salvo conduto para Protógenes não ser preso durante o depoimento, o direito de ele ser assistido por advogado e comunicar-se com o mesmo durante toda a audiência, além da possibilidade de ficar “calado ou em silêncio."
Acusado de montar uma rede de espionagem ilegal, Protógenes foi indiciado pela PF por quebra de sigilo funcional e violação da lei de interceptações. Ele já depôs na comissão em agosto do ano passado. Na ocasião, negou ter realizado qualquer escuta ilegal. Ele, no entanto, se recusou a responder diversas perguntas relativas à Satiagraha, alegando que o processo corre em segredo de Justiça.

Antes do G20, Obama ataca protecionismo e pede "urgência" contra crise

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, atacou nesta quarta-feira o protecionismo, fator mais criticado de seu próprio pacote econômico, em uma entrevista às vésperas da cúpula do G20 (grupo que reúne representantes de países mais ricos e dos principais emergentes).
Na entrevista em Londres, ao lado do primeiro-ministro do Reino Unido, Gordon Brown, Obama fez uma chamada contra o protecionismo ao assegurar que "quando os países deixam de cooperar, e se voltam para eles mesmos, os problemas só crescem".
O plano de estímulo econômico de Obama, aprovado em fevereiro, incluía a cláusula "Buy American" ("Compre Produtos Americanos", em tradução livre), estimulando a preferência pela compra de minério americano de ferro e aço. A cláusula foi alvo de críticas em todo o mundo, por seu caráter protecionista.
O presidente americano afirmou hoje que os membros do G20 devem atuar com "sentido de urgência" na cúpula de quinta-feira (2), para enfrentar a crise que, segundo ele, só poderá ser resolvida com uma ação conjunta.
Ele disse que não vai à cúpula --sua primeira após tomar posse-- "para dar lições, mas para escutar" e por isso consultou os países-membros nas semanas prévias à reunião.
"Estou convencido de que há um enorme consenso sobre a necessidade de atuar em uníssono para resolver os problemas", afirmou, a respeito das diferentes posições de EUA e Reino Unido e os demais países europeus.
Enquanto os primeiros optam por planos para estimular a economia, os outros países europeus querem pôr ênfase na regulação do sistema financeiro.
O presidente americano minimizou a importância das informações sobre diferenças entre os países-membros. Segundo ele, "nossa meta é que cada país, de acordo com sua mentalidade política e suas circunstâncias econômicas, faça o necessário para que cresça a economia".
Questionado sobre as acusações européias de que a responsabilidade da crise começou nas práticas do sistema financeiro dos EUA, Obama respondeu que está "menos interessado em jogar culpas que em resolver o problema".
Com informações da Agência EFE

terça-feira, 31 de março de 2009

Cliente da TAM agora também é surrado

O empresário paraibano Zaerson Torres, de 49 anos, foi surrado no último sábado (28) por um supervisor da empresa TAM, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Segundo o próprio Zaerson Torres ele se encontrava na fila do check-in da companhia aérea quando começou a passar mal e sentir-se tonto, em razão de sua diabetes. Ao procurar ajuda, o supervisor da companhia aérea Eduardo Pereira dos Santos, de 28 anos, o impediu de embarcar no avião, alegando que o passageiro estava bêbado. Após as acusações, Zaerson tentou pegar seu bilhete de volta da mão do supervisor, quando foi jogado ao chão e depois agredido com chutes e ponta-pés. O caso foi registrado na delegacia do aeroporto (BO 521/09) como lesão corporal. Segundo consta no BO, elaborado pelo delegado João Carlos Ferreira da Silva, e registrado apenas pelo o funcionário da TAM, o empresário teria se irritado, xingado Santos e o agredido com socos. E o supervisor da TAM teria revidado para se defender. Porém, a versão de Zaerson é bem diferente: ele teve fratura tríplice no fêmur esquerdo, teve de ser levado de cadeira de roas até a delegacia do aeroporto, onde não deu sua vesão dos fatos e foi mandado às pressas para ser internado no Hospital São Luiz, do Tatuapé, na Zona Leste de São Paulo, onde deverá ser submetido a uma cirurgia amanhã (1). A TAM defende seu “funcionário-pugilista” e diz que “o funcionário foi agredido e se defendeu”. Já Zaerson promete que vai processar o funcionário da TAM e o delegado da polícia por não ter percebido a gravidade da situação e ouvido seu lado da história.
Publicado em:http://www.claudiohumberto.com.br/principal/index.php

Lula cai, Dilma sobe


Brasília - A avaliação positiva do governo Lula sofreu queda de 10,1 pontos percentuais em relação à pesquisa feita em janeiro. O número de aprovação caiu para 62,4%. De acordo com levantamento do CNT/Sensus, a aprovação pessoal ao trabalho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva também caiu, de 84% para 76,2%. O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, aponta a crise financeira como principal causa na queda da avaliação do desempenho do governo petista. Apesar de o índice de desaprovação do presidente ter subido de 12,2% para 19,9%, Guedes considera que os números de aceitação ainda estão em patamares altos. “A crise ainda não tinha pegado forte. Agora se intensifica na avaliação da população”, observa. Apesar da queda na avaliação do governo, a pesquisa não detectou impacto eleitoral negativo para Lula. O potencial de transferência de votos — que era de 15,6% em dezembro — aumentou para 21,5%. A ministra Dilma Rousseff, possível candidata do PT em 2010, ultrapassou Aécio Neves (PSDB) e está em segundo lugar, com 16,3%, na pesquisa estimulada (com lista de candidatos). O principal candidato da oposição, José Serra (PSDB), manteve-se estável na liderança, com 45,7%. Aécio atribuiu o crescimento de Dilma à sua constante exposição na imprensa, devido a atos como ministra.O CNT/Sensus revela também aumento do pessimismo do brasileiro em relação ao futuro do País. Em comparação a janeiro, os entrevistados afirmaram que o Brasil piorou e acreditam que vai piorar em oferta de emprego, renda, saúde, educação e segurança.
Com informações de O Dia.

Professora causa polêmica após posar de lingerie em site

A britânica Natasha Gray, 30, professora de educação física, causou polêmica entre os pais de alunos ao posar de lingerie em um site de modelos na internet.Com o apelido de Tasha, ela aparece em lingerie rosa e com uma descrição que inclui "disposta a viajar com despesas pagas", afirma o jornal britânico "The Sun".
Segundo o jornal, as fotos foram vistas por um pai de aluno que escreveu uma carta anônima à escola reclamando das imagens "provocadoras". Na carta, o pai diz ainda que as fotos já são conhecidas pelos alunos da escola Manor Community, em Cambridge, até mesmo pelos de apenas 11 anos.A professora já ganhou uma competição de "professora mais sexy" em 2002, pouco antes de entrar na escola de Cambridge. Logo depois, entrou em uma competição com ganhadoras de outras seis profissões para ser "a mais sexy do Reino Unido".Ela perdeu o cargo, afirma o "The Sun", para uma instrutora de fitness. "Foi absolutamente fantástico. Eu tive um dia brilhante. A audiência foi fantástica e me ajudou", descreveu Gray.O diretor da escola, Ben Slade, afirmou que as fotos não têm relação com o trabalho da professora na escola e ressaltou que Gray foi severamente criticada."Eu não sabia de nada sobre isso. Nós temos regras robustas sobre como os professores devem agir na escola. Isto certamente será resolvido de maneira séria, como um assunto disciplinar."
Leia íntegra, em inglês

Polícia prende 12 do MST por porte ilegal de armas

Doze trabalhadores ligados ao MST foram presos no final de semana em Eldorado do Carajás (PA), depois de terem sido flagrados carregando armas sem documentação, segundo a CPT (Comissão Pastoral da Terra).José Batista, integrante da CPT e advogado do MST, disse que os homens estavam acampados em fazenda da Agropecuária Santa Bárbara Xinguara, e estavam armados como precaução, caso houvesse confronto. A Secretaria da Segurança Pública disse que os homens, que continuam presos, são suspeitos de praticarem assaltos.

PF tirou de texto supostas doações a PT, PTB e PV

A Polícia Federal de São Paulo excluiu do relatório final da Operação Castelo de Areia, que investiga, entre outros crimes, supostas doações ilegais feitas pela construtora Camargo Corrêa a partidos políticos, as siglas PT, PTB e PV.Em reportagem do "Jornal Nacional", da TV Globo, a PF informou que excluiu esses três partidos do relatório final porque, em princípio, as transferências foram dentro da lei.No documento que enviou à Justiça Federal, a polícia elencou como possíveis alvos de doações ilegais pela Camargo Corrêa: PSDB, DEM, PPS, PMDB, PSB, PDT e PP.A referência aos três partidos (PT, PV e PTB), segundo o "Jornal Nacional", surgiu numa correspondência eletrônica entre um dos diretores da construtora, Fernando Dias Gomes, e Luiz Henrique, tido como representante da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo). No documento, o diretor cobrava "recibos pendentes".Segundo ainda o documento, ao lado de cada partido foi relacionado um valor: "PSDB Comitê Financeiro de S. José dos Campos, R$ 25 mil; PSDB, R$ 25 mil; PT Diretório Regional, R$ 25 mil; PTB Comitê Financeiro Municipal, R$ 25 mil; e PV Comitê Financeiro Municipal, R$ 25 mil".Segundo a reportagem, PV e PTB informaram que as doações da Camargo Corrêa foram legais e registradas normalmente. O PT, por sua vez, informou que, sem saber de qual município estão falando, não tem condições de responder.Há ainda documentos, segundo a PF, que fazem referência a uma suposta doação de R$ 300 mil para o DEM e a outras duas, de R$ 100 mil cada uma, para o PSDB do Pará."É impossível afirmar, apenas com os dados atuais, a ilicitude de tais dados", afirmou a PF no relatório.Ainda segundo a reportagem, a PF cita dois deputados federais do PSDB, Arnaldo Madeira e Mendes Thame, que teriam recebido doações da construtura. Segundo as escutas telefônicas, foram R$ 25 mil e R$ 50 mil, respectivamente. Eleitos deputados em 2006, dois anos antes do diálogo interceptado, eles negaram as doações.

Ciro Gomes atira para todo lado

Eterno presidenciável, o deputado Ciro Gomes (PSB-CE) acusou a ministra Dilma Rousseff, a favorita do presidente Lula na disputa de 2010, de falta de projeto.
Em entrevista à revista "IstoÉ", Ciro, que já foi ministro do governo do PT, criticou o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e disse que a popularidade de Lula vai cair "consistentemente".
"Eu diria que a Dilma não tem projeto", disse Ciro. "Advogo que a gente tem de discutir projetos. Uma mera luta pelo poder, sem nenhum conteúdo, fará muito mal ao Brasil. Trata-se de quê? De voltar à hegemonia do PSDB-PFL [atual DEM] ou garantir a presença do PT a qualquer preço, a qualquer circunstância?", questionou.
Na última pesquisa Datafolha, de março, Ciro atingiu 16% das intenções de voto no cenário em que concorrem José Serra (PSDB), que teve 41%, e Dilma, 11% --mesmo percentual de Heloísa Helena (PSOL). Com Aécio Neves (PSDB), Ciro foi a 25%, contra 17% de Heloísa, 17% do mineiro e 12% de Dilma.
Ainda sobre eleições, Ciro defendeu as viagens de Aécio pelo país, disse ser "perfeitamente possível" derrotar Serra e que a petista irá crescer nas pesquisas. Sobre o PAC, afirmou: "É muito curioso, se não fosse trágico: hoje tem muito mais dinheiro que capacidade de fazer".

DEM diz que exclusão do PT da investigação da Camargo Corrêa mostra viés político da operação

A oposição acusou nesta terça-feira a Polícia Federal de agir politicamente em favor do governo federal, na Operação Castelo de Areia, ao excluir do relatório final das investigações supostas doações ilegais feitas ao PT, PTB e PV pela construtora Camargo Corrêa. O presidente do DEM, Rodrigo Maia (RJ), disse que houve "má fé ou incompetência" dos responsáveis pelo inquérito.
"A partir do momento que as pessoas responsáveis pelas investigações na operação não têm a informação de que existe na legislação, do caminho da doação legal aos partidos, posso achar que é má fé, porque as pessoas deveriam ter essa informação, ou incompetência", afirmou.
Maia reiterou que os recursos recebidos pelo líder do DEM no Senado, José Agripino Maia (RN), da Camargo Correa, foram legítimos e declarados à Justiça Eleitoral. "Eu não sei onde a Polícia Federal e o Ministério Público querem chegar. Vai se vazando coisas aleatoriamente para se provocar o desgaste de partidos e de políticos", afirmou.
Segundo o presidente do DEM, o partido vai solicitar formalmente amanhã à Justiça de São Paulo para ter acesso aos documentos da Castelo de Areia. "Queremos todos esses documentos. Do nosso partido, todas as doações foram comprovadas", afirmou.
Em reportagem do "Jornal Nacional", da TV Globo, a PF informou que excluiu os três partidos governistas do relatório final porque, em princípio, as transferências foram dentro da lei. No documento que enviou à Justiça Federal, a polícia elencou como possíveis alvos de doações ilegais pela Camargo Corrêa: PSDB, DEM, PPS, PMDB, PSB, PDT e PP.
A referência aos três partidos (PT, PV e PTB), segundo o "Jornal Nacional", surgiu numa correspondência eletrônica entre um dos diretores da construtora, Fernando Dias Gomes, e Luiz Henrique, tido como representante da Fiesp (Federação das Indústrias de São Paulo). No documento, o diretor cobrava "recibos pendentes".
Segundo ainda o documento, ao lado de cada partido foi relacionado um valor: "PSDB Comitê Financeiro de São José dos Campos, R$ 25 mil; PSDB, R$ 25 mil; PT Diretório Regional, R$ 25 mil; PTB Comitê Financeiro Municipal, R$ 25 mil; e PV Comitê Financeiro Municipal, R$ 25 mil". Em nota divulgada nesta terça-feira, a Polícia Federal afirma que o foco da Operação Castelo de Areia são crimes financeiros e lavagem de dinheiro e não financiamento de campanhas políticas.
Segundo a nota, o tema financiamento de campanhas veio à tona em monitoramentos na época das eleições de 2008. "As conversas monitoradas não falam especificamente de um ou outro partido, mas de vários deles, portanto sem indícios de favorecimento dirigido."
O que José Agripino e a oposição teme, são os comentários constantes nos bastidores da política de que, daqui por diante, o vale tudo do PT e o consequente uso da máquina Pública, será uma constante na busca de eleger Dilma, a qualquer preço.

Condenado tinha "residência" no presídio em SC

As instalações que aparecem nas fotos acima foram descobertas numa "operação pente fino" que a Polícia Militar e o Ministério Público de Santa Catarina fizeram no Presídio de Concórdia (SC), em dezembro. Trata-se de escritório e quarto até então ocupados por Nelci Antônio Carvalho Córdova, condenado por oito vezes a um total de mais de 50 anos, em regime fechado, por tráfico. A "residência particular", de dois cômodos, foi construída no segundo andar de um galpão que funciona como fábrica de trabalho dos presos. No local, foram encontrados equipamentos de DVD, home theater, geladeira, forno de microondas, máquina de fazer pão, telefone celular, notebook e talões de cheques.
No computador, estavam arquivados documentos redigidos em nome do chefe da segurança do presídio. Um dos documentos era um ofício dirigido ao Diretor de Administração Penal do Estado de Santa Catarina, e questionava a investigação que vinha sendo realizada pelo Ministério Público, taxando-a de “injusta”.
O MP propôs ação de improbidade contra o dirigente do presídio, Anilton Mendes Lopes, e contra o agente Joacir de Medeiros. O diretor foi afastado e Córdova foi transferido para um presídio em Chapecó.
"O apenado era tratado como se fosse um hóspede do presídio e não um detento de periculosidade com, repetimos, oito condenações pela prática de tráfico de drogas e histórico de fuga", afirmam os promotores na ação.
Em depoimento à promotoria, Lopes disse que levou Nelci para visitar o filho, que estava internado num hospital em Lages. Como o garoto havia recebido alta, decidiu ir à casa de familiares do detento. Ele alegou que o computador era usado para "serviços relativos à fábrica" onde os detentos trabalham.

Taleban assume atentado a academia de polícia no Paquistão e ameaça EUA

O comando paquistanês do grupo fundamentalista islâmico do Taleban admitiu nesta terça-feira a autoria no atentado a uma academia de polícia no país nesta segunda-feira (30), próxima a cidade de Lahore, que resultou na morte de ao menos oito pessoas. De acordo com a agência de notícias Associated Press, dois civis foram mortos na ação, mas a identidade não foi revelada.
Três terroristas foram mortos e quatro suspeitos foram presos. Os primeiros relatos indicavam que ao menos 20 haviam morrido. O governo pediu ainda um interrogatório a 50 pessoas que estavam próximas ao local do atentado. Mais de 90 agentes foram feridos na ação e encaminhados para hospitais. Ninguém corre risco de morte.
O ataque durou oito horas e teve momentos de tensão, com dezenas de cadetes sendo mantidos reféns, explosões de granadas e tiroteio. Na ação, os terroristas invadiram a academia vestidos de policiais, mascarados e fortemente armados. Os oficiais estavam desarmados e faziam exercícios matinais quando foram atacados.
Baitullah Mehsud, líder do braço paquistanês do grupo islâmico radical Taleban, disse nesta segunda-feira que o ataque é uma retaliação ao ataques americanos na fronteira do Afeganistão.
"Nós vamos atacar em breve Washington de uma forma que irá surpreender a todos no mundo", disse Mehsud em uma entrevista por telefone a agência de notícias Associated Press. O insurgente não forneceu detalhes de como seria feito o ataque. Os Estados Unidos oferecem US$ 5 milhões pela captura de Mehsud.

segunda-feira, 30 de março de 2009

Obama reforça força militar no Afeganistão

Charge de Amarildo

Ministra paga pornô com verba pública

A ministra do Interior da Grã-Bretanha, Jacqui Smith, se desculpou neste domingo por ter pedido ao Parlamento reembolso de despesas com um serviço de televisão pay-per-view que incluía filmes pornográficos vistos por seu marido.
Smith afirmou que sua prestação de contas continha um erro e que pretende devolver o dinheiro aos cofres públicos.
Ela disse que as despesas com a TV haviam sido enviadas em conjunto com suas despesas com conexão à internet.
O caso veio à tona em meio às discussões em uma comissão parlamentar de planos para a revisão do sistema pelo qual os deputados prestam suas contas (na Grã-Bretanha, os ministros precisam ser membros do Parlamento).
'Envergonhada'
Amigos dizem a ministra ficou "furiosa" e "envergonhada" por parte de sua prestação de contas ao Parlamento incluir despesas com filmes adultos.
Eles dizem que ela não estava em casa quando os filmes foram assistidos e que ela teria "passado um pito" no marido.
Smith já vinha sendo criticada sobre o uso de dinheiro público para pagar por uma segunda casa.
Esse tipo de despesa é legal, mas tem como objetivo financiar a estadia na capital, Londres, de deputados de outras partes do país, para que possam comparecer às sessões do Parlamento.
Mas Smith estaria recebendo uma ajuda de custo oficial para a casa de sua família apesar de morar com sua irmã em Londres.
Na semana passada, o secretário do Emprego, Tony McNulty, foi acusado de pedir o reembolso de milhares de libras pelo custeio da casa de seus pais no noroeste de Londres, apesar de viver com sua família próximo dali, no oeste da capital.
Tanto McNulty quando Smith negam ter feito qualquer coisa errada.

Por que ele não quer falar?

O delegado da Polícia Federal Protógenes Queiroz, que comandou a Operação Satiagraha, protocolou nesta segunda-feira um habeas corpus preventivo no STF (Supremo Tribunal Federal) para ficar calado no depoimento que prestará na próxima quarta-feira na CPI das Escutas Telefônicas da Câmara.
A convocação de Protógenes pela CPI foi motivada pela reportagem da revista "Veja" que revelou que ele usou métodos ilegais para investigar diversas autoridades dos Três Poderes.
Os advogados do delegado pedem, por meio de liminar, que o Supremo garanta um salvo-conduto contra a obrigatoriedade de ele assinar termo de compromisso como testemunha no depoimento. Também pedem que seja garantido o direito de Protógenes permanecer calado sem que seja preso por isso e que ele tenha assistência de um advogado durante todo o depoimento.
Na semana passada, Protógenes esteve no Congresso e disse que iria detalhar o envolvimento de todas as pessoas ligadas ao esquema de irregularidades investigadas na Satiagraha.
O delegado também afirmou que iria "individualizar condutas e dizer o papel de cada pessoa" investigada. Protógenes disse ainda que há uma espécie de orquestração de denúncias contra ele para desmoralizar o resultado das investigações da Satiagraha.
O operação resultou na prisão do banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity, do investidor Naji Nahas e do ex-prefeito Celso Pitta, entre outros denunciados. Eles foram soltos depois.
Durante a visita ao Congresso, Protógenes recebeu apoio de um de nove deputados e senadores, que prestaram solidariedade ao delegado. Os parlamentares pediram ao comando da CPI dos Grampos a garantia de que o policial não seja algemado nem constrangido durante a sessão.
O apoio a Protógenes foi prestado pelos senadores José Nery (PSOL-PA), Eduardo Suplicy (PT-SP), Pedro Simon (PMDB-RS), Inácio Arruda (PC do B-CE), e pelos deputados Chico Alencar (PSOL-RJ), Luciana Genro (PSOL-RS), Ivan Valente (PSOL-SP), Antônio Carlos Biscaia (PT-RJ) e Janete Capiberibe (PSB-AP).
Irritado com as insinuações de que a CPI poderia prender o delegado durante seu depoimento, o deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ), presidente da comissão, classificou de 'factóide' a possibilidade de prisão do delegado. Itagiba disse que não cogita prender Protógenes mesmo depois de confirmar que o delegado faltou com a verdade no primeiro depoimento prestado à comissão.
Segundo o deputado, Protógenes não falou a verdade ao afirmar que a participação de homens da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) na Operação Satiagraha foi apenas "informal".
Num recado ao grupo de parlamentares que procurou a CPI para interceder em favor de Protógenes, Itagiba disse que não vai sofrer pressões "de quem quer que seja" para prender, ou não, o delegado.

Eliana pagará indenização a Cid Moreira

A apresentadora Eliana não conseguiu obter recurso especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) e terá que pagar indenização a Cid Moreira pelo uso indevido da imagem do jornalista no programa "Tudo É Possível", da Record.
Eliana e a emissora terão que pagar R$ 60 mil por danos morais, e mais R$ 60 mil por uso indevido da imagem do jornalista.
No programa que foi ao ar no 23 de outubro de 2005, havia um boneco que imitava as feições e a voz de Cid Moreira, que interagiu durante toda a programação como se fosse o próprio jornalista. No recurso apresentado por Eliana, ela defendeu a impossibilidade de ser condenada pelo uso indevido de imagem, pois não usou a real imagem de Cid Moreira, mas sim uma paródia.
A defesa ainda pediu que o valor da condenação fosse reduzido.
No entanto, a Justiça considerou que afastar a caracterização do dano material à imagem e do dano moral demanda discordar dos fatos expressamente reconhecidos pela instância ordinária.

Tragédia no Líbano

Dois barcos que levavam mais de 600 imigrantes ilegais para a Europa afundaram na costa da Líbia entre domingo e segunda-feira, segundo autoridades líbias e egípcias. O número de vítimas ainda é incerto. No domingo, um navio pesqueiro que levava mais de 250 imigrantes ilegais afundou na costa da Líbia, matando pelo menos 21 pessoas. A agência oficial egípcio Mena disse que dez egípcios teriam morrido e 36 estariam entre os sobreviventes. O barco teria deixado a costa norte da Líbia no domingo de manhã e rumado 30 km no Mediterrâneo até naufragar por conta de um buraco no casco. Em outro caso, segundo as autoridades da Líbia, um barco naufragou com 365 a bordo, e apenas 23 foram resgatados.

Invasora gulosa

Prostituta invade apartamento e exige sexo com três homens
A prostituta Nicole Mary Scarpone, de 26 anos, foi presa em Gastonia, no estado da Carolina do Norte (EUA), após invadir um apartamento e exigir que três homens pagassem US$ 10 (cerca de R$ 22,4) para ter relações sexuais com ela. Nicole foi detida por usar "táticas agressivas de prostituição". Segundo a polícia de Gastonia, a mulher disse que já tinha feito sexo no apartamento anteriormente, mas admitiu que nessa ocasião não tinha sido chamada e apareceu de surpresa.
Scarpone bateu na porta do apartamento e forçou a entrada quando ela foi aberta. Ela chegou a acusar os homens de estarem devendo US$ 100 antes de tentar conseguir um "dinheiro extra" com um programa rápido. Como a tática não deu certo, Nicole Scarpone foi presa e levada para a cadeia do condado de Gaston. A Justiça fixou sua fiança em US$ 2 mil (cerca de R$ 4.475).

Morre o compositor Maurice Jarre

Maurice Jarre, compositor de trilhas sonoras de filmes que se tornaram míticos e fizeram a história do cinema, como "Lawrence da Arábia" (1962), "Doutor Jivago" (1965), e "Passagem para a Índia", (1984), faleceu na madrugada deste domingo (29), aos 84 anos de idade, em Los Angeles (Estados Unidos), anunciou à AFP seu filho, Jean-Michel Jarre, confirmando a notícia divulgada pelo site "Purepeople".
Maurice Jarre nasceu em 13 de setembro de 1924 em Lyon, na França, e compôs mais de 160 partituras cinematográficas para grandes diretores como John Frankenheimer, Alfred Hitchcock, John Huston, Luchino Visconti e Peter Weir. Ele é pai de Jean-Michel Jarre, pioneiro da música eletrônica.
Famoso pelas trilhas sonoras de grandes sucessos de bilheteria, foi vencedor de três Oscars, quatro Globos de Ouros, dois BAFTA, Grammy, e ASCAP.
Em comunicado em que prestou uma homenagem a Jarre, que morreu no fim de semana, o presidente francês Nicolas Sarkozy disse: "Trabalhando com os maiores cineastas do mundo, ele mostrou que a música é tão importante para o sucesso de um filme quanto são as imagens visuais."
"Os trabalhos para os quais ele fez uma contribuição tão magistral fazem parte da história do cinema para sempre", disse Sarkozy.
Durante toda a manhã as rádios francesas tocaram trechos de "Tema de Lara", de "Doutor Jivago", que se tornou um clássico, além da música dramática de "Lawrence da Arábia".
Jarre, que vivia em Los Angeles havia muitos anos, foi um dos compositores de música para o cinema de maior sucesso e mais prolíficos, tendo feito a música para mais de 150 filmes.
Depois de começar trabalhando com o cinema francês nos anos 1950, ele se tornou internacionalmente conhecido com a trilha sonora do épico de David Lean "Lawrence da Arábia", de 1962.
Seu trabalho abrangeu cinco décadas, e suas trilhas enriqueceram filmes como "A filha de Ryan", "O tambor", "O ano em que vivemos em perigo", "Mad Max 3", "Atração fatal" e "A testemunha".
Jarre afirmava que a música deve ser um elemento fundamental de qualquer filme. "Se a música está presente apenas para destacar uma cena de ação ou de amor, ela não é realmente interessante", dizia ele. "Isso é como colocar açúcar demais num bolo."
Ele recebeu o último prêmio de sua vida no mês passado: um prêmio especial do Festival de Cinema de Berlim. "Os compositores de cinema frequentemente ficam à sombra de grandes diretores e atores", disse o diretor do festival, Dieter Kosslick, quando anunciou o prêmio para Jarre.
"Com Maurice Jarre é diferente: a música de 'Doutor Jivago', como tantas de suas obras, é mundialmente famosa e faz parte inesquecível da história do cinema".

BC diz que 2009 terá crescimento menor de renda e mais desemprego

O Banco Central prevê aumento do desemprego e um crescimento menor da renda do trabalhador neste ano devido à "herança ruim" que irá contribuir para a desaceleração da economia brasileira em 2009.
No Relatório Trimestral de Inflação do BC, divulgado nesta segunda-feira, a instituição revisou a previsão de crescimento da economia de 3,2% para 1,2%.
Com isso, o BC espera um aumento do desemprego para 8,8%. Em fevereiro, a taxa de desemprego medida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) ficou em 8,5% da população economicamente ativa, o maior desde março de 2008, quando estava em 8,6%.
Em relação à massa salarial, o BC estima que haverá uma expansão de 2,5%, abaixo dos 6,9% registrados em 2008. Esse seria também o pior resultado desde a expansão de 1,6% verificada em 2004.
Para o diretor de Política Econômica do BC, Mário Mesquita, a queda na renda do trabalhador só não será menor devido ao recuo da inflação. O BC prevê uma taxa de 4% para este ano, abaixo da meta de inflação de 4,5%.
"A queda da inflação ajuda a preservar o poder de compra do trabalhador", afirmou Mesquita. "Não será surpreendente ter uma inflação abaixo da meta em um ano em que a economia vai crescer menos do que vinha crescendo."
Herança
O diretor do BC afirmou que o país pode fechar esse ano com crescimento, apesar dos reflexos da retração registrado no final de 2008 por causa da crise.
O Brasil já começa o ano de 2009 com um efeito negativo de cerca de 1,5% no PIB, devido à retração da economia no ano passado. Para o BC, esse efeito não impede o crescimento de 1,2% previsto pela instituição.
"A contração que aconteceu no último trimestre gera uma herança ruim, não bem vinda, para esse ano. Desde 2004, no entanto, o crescimento tem excedido substantivamente o carregamento herdado do ano anterior."
O BC estima que o governo terá um papel importante para ajudar no crescimento do país neste ano. O consumo do governo deverá crescer 2,4% neste ano, acima do consumo privado (1,6%) dos investimentos (0,7%).
No relatório, o BC destaca as obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) e o pacote habitacional anunciado na semana passada como fatores que vão ajudar no crescimento.
"A atuação do setor público ajuda a amortizar a situação econômica. Em momentos de recessão e desaceleração, em geral, o gasto público tem um efeito anticíclico. Ele é menos sensível do que o consumo privado", afirmou Mesquita.
*Com informações da Folha On Line

Praia da Baixada Santista é alvo de disputa


O verde de Itaguaré vai da praia até a serra do Mar sem interrupção. Com cerca de 3 km2, a última praia totalmente preservada na Baixada Santista, frequentada por surfistas e ecoturistas, é hoje o principal ponto de uma disputa ferrenha entre o mercado imobiliário e ambientalistas no Conselho Estadual do Meio Ambiente.
Isso porque o Consema, como é conhecido o órgão ambiental paulista, deve finalizar a discussão sobre o novo zoneamento ecológico-econômico da região, que já dura 11 anos. A ideia é que, até o final de abril, uma minuta de decreto seja apresentada para avaliação do governador José Serra (PSDB), estabelecendo o que pode e o que não pode ser feito no que restou de mata atlântica na Baixada Santista.

As construtoras, com apoio das prefeituras, acham que é possível erguer condomínios de alto padrão na região sem agredir o ambiente. O "verdes" defendem que o local seja transformado em um parque.
Os ambientalistas, no caso de Itaguaré, têm o apoio do secretário estadual Xico Graziano (Meio Ambiente), que preside o Consema. "Realmente é uma área que não pode sofrer. Não sei quanto influenciarei no caso de uma votação, mas não vou deixar perder aquilo ali."
O mercado imobiliário e a administração municipal, porém, avaliam que ocupar 20% da área total de Itaguaré com condomínios, como é o proposto, não causaria graves prejuízos ambientais.
Mais uma questão polêmica nas discussões sobre o zoneamento da Baixada é o projeto de ampliação do porto de Santos, defendido pela prefeitura.
O projeto, que dobraria a capacidade do porto, permite a construção de instalações nas ilhas Barnabé e Piaçaguera, o que afetaria, segundo ambientalistas, mangues e áreas verdes preservadas. O mangue é uma espécie de berçário para peixes e crustáceos.

Homem é preso suspeito de tentar abusar da sobrinha em AL


Combate a pedofilia
Alagoas - Um homem foi preso em Maceió (AL) suspeito de tentar abusar sexualmente de sua sobrinha de 11 anos. Segundo a Polícia Civil, Clênio dos Santos Moura, 37 anos, é usuário de crack e estava drogado na hora do crime.Ainda segundo a polícia, a família afirmou que é a segunda vez que o homem tenta abusar da sobrinha.
Moura foi preso em flagrante e autuado na Delegacia de Crimes contra a Criança e o Adolescente.

Governo prorroga IPI reduzido para carros e desonera material de construção

O governo federal anunciou nesta segunda-feira a prorrogação do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) reduzido para o setor automotivo por mais três meses --o benefício valeria até amanhã--, mas com a contrapartida da manutenção dos empregos pelas montadoras, conforme a Folha já havia antecipado no último dia 4. Entre outras medidas, o governo também anunciou benefícios para os setores de motocicletas e materiais de construção.
As montadoras, porém, estão livres para implementar programas de demissão voluntária --como feito pela Ford na última semana-- e demitir trabalhadores temporários ao final de seus contratos.
Segundo o presidente da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), Jackson Schneider, sem a medida, haveria uma queda de 30% nas vendas de veículos no segundo trimestre. Após a redução do IPI, as vendas de veículos se recuperaram da forte queda vista no fim do ano passado. Na primeira quinzena deste mês, as vendas de automóveis e comerciais leves registraram alta de 5,31%. Apesar disso, mais de 4.700 empregos foram cortados no setor.
Além das montadoras, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou que os materiais de construção também terão alíquotas menores de IPI. Haverá isenção para a compra de revestimentos, vernizes, tintas, cimento, pias, louças de banheiro, rede e grade de aço, chuveiro, fechaduras e dobradiças, entre outros itens. Outros produtos tiveram apenas redução, como massa de vidraceiro, cujo IPI foi de 10% para 2%.
Além disso, foi modificado o regime de tributação para a construção civil (congrega os impostos: IR, CSLL, PIS e Cofins), aplicado às construtoras, com redução de 7% para 6%. Caso a construtora esteja no programa de habitação do governo, a redução vai a 1%.
Outra medida é o benefício fiscal para motocicletas, que teve redução de Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social) de 3% para zero.
Para compensar, ao menos parcialmente, a perda de arrecadação com a desoneração fiscal, o governo vai elevar o IPI e a Cofins sobre os cigarros. Segundo Mantega, o produto ficará entre 20% e 25% mais caro.
A previsão de renúncia fiscal com essas medidas é de R$ 1,5 bilhão. O governo espera recuperar esse valor totalmente com o aumento do imposto sobre cigarros.
O anúncio de hoje feito em São Paulo, que contou com a presença do vice-presidente, José Alencar, complementa o pacote habitacional lançado na semana passada pelo governo, que prevê construir 400 mil casas para a baixa renda e facilitar os empréstimos imobiliários para quem recebe entre três e dez salários mínimos.
Mantega informou ainda que o governo, por decreto, ampliou a lista dos setores considerados prioritários na área da Sudam (Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia) --têm isenção de IR (Imposto de Renda) de pessoas jurídicas. Foram beneficiadas as empresas de papel e celulose, desde que tenham projeto de reflorestamento, material descartável (barbeadores, canetas, lápis, lapiseiras), brinquedos, relógios e materiais óticos.
As medidas foram assinadas pelo presidente em exercício, José Alencar, e serão publicadas no "Diário Oficial da União" na terça-feira. Elas entram em vigor amanhã, com exceção das tarifas sobre cigarro, que passam a valer em maio.

domingo, 29 de março de 2009

Hoje é Domingo, e vai dar praia...

Hoje é Domingo, vai dar praia e eu não sou de ferro. Vou procurar não correr riscos como avisa placa aí em cima ( viram a placa? ).Para não correr riscos é necessário tomar certas precauções, quer dizer...deixa pra lá! Até Segunda-Feira!

Limpando a periquita em hotel cinco estrelas


Uma amiga, fez sua primeira viagem a NY. Tudo era novidade!Hospedou-se num tremendo cinco estrelas. Ao chegar á sua suite foi fazer um pipizinho. Estava apertada e já quase a pingar a calcinha.Sentou naquele luxuoso banheiro e, ao terminar, notou que faltava papel higiénico! Muito chateada, de dentro do banheiro mesmo, telefonou para a recepcionista bilingue:
- Minha filha...que absurdo! Um hotel dessa categoria sem papel higiénico? Como vou limpar a minha...?
- Desculpe senhora, não usamos mais esse tipo de material em nossos hotéis... Por gentileza, veja o painel a seu lado. Aperte o primeiro botão à sua esquerda. A mulher, curiosa seguiu as instruções. Imediatamente um jatinho delicioso de água morna foi esguichado.
- Senhora, agora aperte o segundo botão, ao lado do primeiro.
Imediatamente, um ventinho quente rapidamente secou.
- Que maravilha, falou a hóspede.
- Espere senhora. Por favor agora aperte o terceiro botão.
Ela apertou, e sentiu uma borrifada de um delicioso perfume francês que foi lançado.Maravilhada com aquela tecnologia, não se conteve e exclamou:
- C a a a a r a a a a a l h o !!!!
E a recepcionista bilingue imediatamente respondeu:
- É no botão vermelho, senhora. Queira, por gentileza, especificar cor, comprimento e a espessura!